Rede de Matriz Africana

A Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) selecionam consultoria para realizar mapeamento dos povos tradicionais de matriz africana do Rio de Janeiro. As entidades selecionadas vão realizar o “Mapeamento Socioeconômico e Cultural dos Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana em 11 Municípios da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. As organizações têm até às 17h do dia 9 de outubro para se candidatar. O objetivo principal é munir os poderes públicos de dados que orientem e subsidiem a elaboração, implementação, monitoramento e avaliação de políticas públicas para Povos e comunidades Tradicionais de Matriz Africana no Estado.

 

Saiba mais

Comentários em "Rede de Matriz Africana"

  • Sem dúvida almua,genial iniciativa,muito importyante para nós do Movimento Negro.Oxalá tal idéia PUDESSE SER DESENVOLVIDA AQUI NO poANTANAL.Pois na medida do possivel,a resistência à Cultura Negra tem sido quebrada graças a alguns eventos como NEGRA Corumbá no porto Geral.Não tem acontecidos outros eventos por causa da falta de patrocinio ou financiamento.Parabens,RTio de Janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *