8ª Reunião do Conselho Intergovernamental do Programa IberCultura Viva

A 8ª Reunião do Conselho Intergovernamental IberCultura Viva será realizada em Quito (Equador), no próximo dia 21 de novembro, durante o 3º Congresso Latino-americano de Cultura Viva Comunitária. Este é o terceiro encontro de representantes dos países membros do programa em 2017 e o primeiro que contará com a presença do Equador, um dos países que se somaram ao IberCultura Viva este ano.

Além das boas-vindas oficiais ao Equador, a agenda de trabalho para a 8ª Reunião estará centrada na análise do Plano Estratégico Trianual (2018-2020) do IberCultura Viva e do Plano Operativo Anual de 2018. Os dois temas começaram a ser debatidos no encontro anterior, em Lima, assim como o lançamento da Pós-graduação em Políticas Culturais de Base Comunitária – FLACSO-IberCultura Viva 2018.

Construído ao longo de 2017, este curso se realizará de maneira virtual junto à Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais (FLACSO), com sede na Argentina. Trata-se de uma proposta específica de formação em políticas culturais de base comunitária, dirigida tanto a agentes públicos da Cultura, sejam gestores, funcionários ou trabalhadores do Estado, como a gestores comunitários e membros de organizações da sociedade civil. A duração proposta será de nove meses, de março a dezembro de 2018, e o edital ​será destinado aos países membros do programa IberCultura Viva.​

A 8ª Reunião também será a ante-sala da ampliação do programa na articulação com instâncias municipais e estaduais. Nos dias 22 e 23 de novembro, o programa realizará em Quito, o 2º Encuentro de Redes IberCultura Viva, que estará dedicado com exclusividade à articulação de uma rede de governos locais (municipais e/ou estaduais). Nas jornadas de trabalho para constituir a Rede de Cidades IberCultura Viva participarão funcionários públicos de uma dezena de cidades da América Latina e representantes de organizações culturais comunitárias com experiências de processos de incidência na construção de políticas culturais locais.

Sobre o Programa IberCultura Viva

Lançado em 2014, o IberCultura Viva é um programa intergovernamental de cooperação técnica e financeira voltado para o fortalecimento das políticas culturais de base comunitária dos países ibero-americanos. Está vinculado à Secretaria Geral Ibero-americana (SEGIB) e atualmente conta com os seguintes países membros: Argentina, Brasil, Chile, Costa Rica, El Salvador, Equador, Espanha, Guatemala, México, Peru e Uruguai.

Tendo como modelo a experiência brasileira dos Pontos de Cultura – base do programa Cultura Viva, criado em 2004 e transformado em política de Estado em 2014, com a sanção da Lei 13.018 –, IberCultura Viva busca articular as iniciativas governamentais que vêm se desenvolvendo na Ibero-América com este conceito de política pública pensada de baixo para cima, a partir das dinâmicas culturais das comunidades.

Um de seus principais objetivos é promover a criação de redes e intercâmbios para a ação conjunta entre governos e sociedade civil, propiciando o desenvolvimento de uma cultura cooperativa, solidária e transformadora.

Veja mais sobre o encontro

 

Teresa Albuquerque
Programa IberCultura Viva